Ser

Aqueles que realmente me Amam, olham por mim e deixam-me Ser.

Um obrigado a todos aqueles que me influenciaram ou olham por mim de alguma forma,

À minha família por herança e a todos os que com o tempo se tornaram também parte da minha família.

Aos meus Pais e Irmão, à Tânia, sua mãe e família, ao Paulão, ao João e ao Luís e ao pessoal da minha rua, ao André Louro e pessoal das Quintas Feiras Santas e afins, a todo o ADC, ao Ivo, a NewWinds por ter existido na altura certa e ao pessoal do punk e do hardcore, ao Padinha e ao pessoal do BTT, à Raquel e a todos os outros com quem me relaciono diariamente ou que por não nos vermos há algum tempo não me recordei neste momento, e à Sara.

Anúncios

Não quero ver o papa! nem o dalai lama!

Aparte de qualquer escândalo de pedofilia, não quero ver o papa.

Nem o papa,  nem o Dalai Lama nem o Obama.

A cena é: para quê contemplar outro ser humano como eu? Porquê aquele em especial?

Não quero ver nem o Papa, nem o Dalai Lama. Não tenho nada para lhes dizer, que tenha necessidade de partilhar. Nem sei se riem das mesmas anedotas que eu. Porque estão rodeados de uma energia imensa? Ou porque pensam as pessoas que estão? São apenas comuns mortais que atingiram um estatuto social maior que os restantes.

Não entendo porque as pessoas procuram a energia desses seres quando a vida respira por todo o lado à nossa volta, há outras pessoas, há os animais e todos os elementos existentes neste mundo, há toda a energia à qual chamamos Natureza.

Prefiro apaixonar-me e viver e aproveitar toda a espécie de Natureza à minha volta em vez de procurar forçadamente num elemento que nem sei se ouve a mesma música que eu, ou se ri das mesmas piadas que eu.

Não que os ensinamentos de Buda, Jesus ou outro símbolo sejam inúteis. Mas os lideres lideram, decidem por nós e condicionam-nos.

O condicionamento mata a inteligência.